Caro Visitante! Este blog é uma forma de expressar a minha paixão pela Arte, pela Natureza e também pela minha querida cidade natal que é Ribeirão Bonito. Espero que encontre aqui um espaço do seu agrado e, sobretudo que se sinta à vontade para apreciar, contemplar, refletir, observar, analisar, comentar, interagir, sugerir, enfim, participar. Seja bem-vindo!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Máquina transforma lixo de escola de arte em lápis!


A estudante Ariane Prim desenvolveu a ideia misturando serragem, argila, cera e tintas usadas
por Redação Galileu
Editora Globo
Uma aluna do Royal College of Art, em Londres, Inglaterra, desenvolveu uma máquina que recicla lixo para produzir algo que todo estudante de arte precisa: lápis. E no lugar não falta matéria prima, já que todos os departamentos da escola jogam fora muitos restos de materiais todos os dias.

O projeto, chamado de From Here For Here, foi pensado pela designer recém-graduada Ariane Prim, quando viu sobras de diferentes tipos de materiais no chão da carpintaria do colégio, como sucatas, serragens, restos de papelão, etc. Se eles vão ser desperdiçados, por que não achar alguma utilidade para o lixo?

E cada departamento dá a sua contribuição: a cafeteria fornece sobras de farinha, o de cerâmica dá a argila, o departamento de vidro fornece o grafite, o de jóias dá a cera, o de pintura, a tinta e a carpintaria, a serragem. Ariane começou, então, a misturar os materiais. Com água, serragem e farinha, ela produziu o corpo dos lápis. 

Editora Globo
Para a parte interna, que é o que permite a escrita, ela faz várias combinações. A argila seca misturada ao grafite líquido, por exemplo – ou restos de tinta combinados com cera – resultam em cores bem interessantes. Todas as misturas são feitas à mão, depois colocadas na máquina, que já monta o lápis. Eles são então levados ao forno para secar, daí estão prontos. 

Ariane e sua equipe já produziram cerca de 160 lápis durante uma apresentação do Royal College of Art. A ideia é continuar produzindo até que cada um dos 1044 alunos da escola tenha pelo menos um lápis reciclado. E se você estiver interessado em comprá-los, pode entrar em contato com ela por aqui

O vídeo abaixo mostra o processo de fabricação dos lápis. Confira: 



Fonte:


Um comentário: