Caro Visitante! Este blog é uma forma de expressar a minha paixão pela Arte, pela Natureza e também pela minha querida cidade natal que é Ribeirão Bonito. Espero que encontre aqui um espaço do seu agrado e, sobretudo que se sinta à vontade para apreciar, contemplar, refletir, observar, analisar, comentar, interagir, sugerir, enfim, participar. Seja bem-vindo!

terça-feira, 31 de março de 2015

Google homenageia os 126 anos da Torre Eiffel!

Abertura ao público da Torre Eiffel 
ganha Doodle no 126º aniversário!
por ELSON DE SOUZA
Para o TechTudo

Abertura ao público da Torre Eiffel ganha Doodle no 126º aniversário 
(Foto: Reprodução/Google)
O cenário do Doodle do Google desta terça-feira (31) é Paris, na França. O buscador celebra o 126º aniversário da abertura da Torre Eiffel ao público. O monumento metálico foi projetado pelo engenheiro francês Gustave Eiffel e construído entre 1887 e 1889. Sua inauguração ocorreu há exatos 126 anos, em 31 de março de 1889. Localizada na grande área verde do Champ de Mars, é um dos pontos turísticos mais visitados da Europa. No topo, sustenta uma antena de rádio e, na base, lojas e restaurantes.

Essa não é a primeira vez que o Google faz homenagens à Torre Eiffel. A equipe do Google Maps não só registrou a visão do alto do monumento parisiense como também o trajeto de cada um dos degraus que os visitantes percorrem até lá. Veja essas e outras belezas do mundo nos Passeios do Street View.


Torre Eiffel, em Paris, no Street View do Google Maps (Foto: Reprodução/Google)


Irmã da Estátua da Liberdade

Também conhecida como "Dama de Ferro", a Torre Eiffel nasceu a partir de um concurso realizado pelo governo francês para a construção de um monumento em comemoração ao centenário da Revolução Francesa e para a Feira Mundial em Paris, que também celebraria a data. Na época, mais de cem projetos foram apresentados para a competição.

Gustave Eiffel foi responsável por construir o monumento 
em memória da Revolução Francesa 

(Foto: Divulgação)

O projeto vencedor do concurso foi o apresentado pelo engenheiro Gustave Eiffel, que também foi responsável pela construção da Estátua da Liberdade, em Nova York. Assinada também por Maurice Koechlin e Émile Nouguier, colegas de Eiffel, a torre seria a estrutura mais alta construída pelo homem até então, tendo 324 metros de altura quando finalizada.

O local escolhido para a torre ficava às margens do rio Sena e deveria funcionar como um portal de entrada para a exposição que seria realizada ali. A Dama de Ferro seria cercada ainda pelo Champ de Mars (Campo de Marte, na tradução), uma enorme área verde de 24,5 hectares na capital francesa.

O contrato para a construção da torre foi finalmente assinado em 8 de janeiro de 1887 com um custo estimado de 1,5 milhões de francos, mas que chegou a cerca de 6,5 milhões de francos ao fim das obras. Para erguer a torre, Eiffel utilizou ferro fundido a partir de técnicas novas para época, sendo toda a estrutura montada às margens do Rio Sena, na capital francesa. Ao todo, foram 600 dias de construção e 300 operários empregados somente na montagem da mesma.

Torre Eiffel em diferentes fases de sua construção 
(Foto: Divulgação)

A Torre Eiffel foi inaugurada no dia 31 de março de 1889, há exatos 126 anos. A estrutura de 7.300 toneladas chamou a atenção de todos, apesar da críticas de artistas e intelectuais franceses sobre o impacto da mesma na paisagem parisiense. Estima-se que, somente no primeiro ano de abertura, o monumento foi visitado por mais de dois milhões de pessoas.

Do provisório ao definitivo: salva da demolição

Embora para muitos seja difícil de imaginar Paris sem a Torre Eiffel, o monumento esteve ameaçado por diversas vezes. O projeto da Torre previa que ela seria uma estrutura provisória e, após as exposições de 1889 e 1900, chegou a ter a demolição marcada para 1909.

O uso da estrutura como antena de rádio a partir de 1898 ajudou a torre a continuar de pé por mais uns anos, embora seu destino ainda fosse incerto na época. A permanência só foi garantida quando a altura da Dama de Ferro ajudou os franceses a interceptar as mensagens do exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Torre Eiffel se tornou extremamente popular entre turistas de todo o mundo 
(Foto: Artur Staszewski/Wikimedia)


A partir dos anos 1950, a Torre Eiffel começou a receber uma massa considerável de turistas, o que garantiu à mesma o posto de cartão postal parisiense. Atualmente, estima-se que o número de visitantes anuais gira em torno de sete milhões, sendo 75% deles vindos de outros países.


Curiosidades sobre a Torre Eiffel

A Torre Eiffel reúne uma série de curiosidades, polêmicas e até fatos marcantes ao longo da sua história. Entre eles, destacam-se:

- A estrutura de 324 metros foi a maior construída pelo homem por 40 anos, sendo destronada em 1930 pelo Edifício Chrysler, em Nova York. Antes da Torre Eiffel, o recorde pertencia ao Monumento à Washington, que possui 169 metros e está localizado na capital dos Estados Unidos;

- A base da torre possui o nome de 72 cientistas, engenheiros e outros franceses notáveis;

- Na década de 60, a torre quase foi desmontada em Paris e transferida para participar da Exposição Universal de 1967 em Montreal, no Canadá. O medo de que a estrutura não retornasse para a capital francesa, porém, impediu que o acordo fosse fechado.

Torre Eifel foi erguida às margens do rio Sena em Paris (Foto: Getfunkyparis/Wikimedia)

- A Torre Eiffel chega a crescer 15 centímetros no verão graças à dilatação da estrutura metálica;

- A cada sete anos, a Dama de Ferro é pintada com 50 toneladas de tinta;

- Durante dez anos, entre 1925 e 1935, a Torre Eiffel possuiu um letreiro luminoso da montadora francesa Citröen;

- O alfaiate austríaco Franz Reichelt ficou famoso ao morrer durante em um salto do primeiro andar da Torre Eiffel em 4 de fevereiro de 1912, enquanto testava uma invenção similar aos atuais para-quedas. A morte foi documentada em um filme que mostra toda a ação de Reichelt até o impacto no solo;

- Em 19 de outubro de 1901, o brasileiro Santos Dummont contornou a Torre Eiffel a bordo do dirigível nº 6, o primeiro voo controlado da história;

- Apesar da popularidade, a Torre Eiffel perdeu a eleição para as Sete maravilhas do mundo moderno para concorrentes como o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e a Grande Muralha da China;

- Atualmente, fotografar a Torre Eiffel à noite pode render multa por direitos autoriais.

Como visitar a Torre

Caso esteja com a viagem programada para Paris ou queira fazê-lo em breve, a Torre Eiffel certamente não pode ser deixada de fora do roteiro. No entanto, é preciso comprar um ingresso antecipado e com data marcada para visitar o monumento.

Torre Eiffel é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo (Foto: Juanedc/Wikimedia)

Para quem deseja subir até o topo da Torre Eiffel, o valor cobrado atualmente é de 15,5 euros, o que dá aproximadamente R$ 55. Já a subida até o segundo andar da construção tem um preço mais em conta: 9 euros ou R$ 32 na cotação atual. As compras podem ser feitas a partir do site da bilheteria oficial do monumento.

Todo ano, a Torre Eiffel é palco de uma grande queima de fogos no dia 14 de julho. Na data, é celebrada a grande revolução parisiense, que se tornou o dia nacional da República anos mais tarde.


*Colaborou Melissa Cruz


Daqui: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2015/03/abertura-ao-publico-da-torre-eiffel-ganha-doodle-no-126-aniversario.html


Veja+:



Nenhum comentário:

Postar um comentário